O que diz o silêncio?

Share Button

índice1

“Nós somos medo e desejo, somos feitos de silêncio e som…”. Lulu Santos.

Dias atrás, um amigo comentou comigo que o maior medo das pessoas em ficarem sozinhas (em qualquer situação de solidão) é o silêncio. Eu ainda não havia pensado na questão por esse ponto de vista, afinal, gosto do silêncio.

Chego a tirar os fones de ouvido quando vou caminhar para poder ouvir os pássaros no lago onde faço atividades físicas. E prefiro meditar a assistir televisão. Fico escutando o som da máquina de expresso quando entro num café… “O silêncio lembra a vida”, comentei com meu amigo. “Para você”, argumentou ele. Entendo o seu ponto de vista, mas prefiro argumentar a favor do meu … e não em silêncio!

Há, na verdade, muitas palavras no silêncio. E é uma maneira de observar o mundo não interrompê-lo. É como permitir o fluxo da vida sem que seja necessário ser protagonista o tempo todo. O silêncio diz muito de si mesmo e do mundo. Você já analisou os seus próprios pensamentos hoje? Quantas brigas são travadas apenas num dia em sua mente?

Discussões? Paixões? Lembranças? Dúvidas? Medos?

O silêncio é um mar de possibilidades sobre cada um de nós e todos deveriam enfrentá-lo em algum momento da vida. Mas, se você não está com essa coragem toda, permita-se ao silêncio observando os outros. Assim, fica mais fácil de tirar o foco sobre o que o seu próprio silêncio diz…

O fato é que não há nada de errado com o silêncio mas, concordando com meu amigo; as pessoas em geral têm medo do silêncio. Eu acrescentaria que elas têm mais medo de fazer companhia para si mesmas do que do silêncio propriamente dito, de não ter com quem conversar… Se, em casa, quietinhas, elas se pegam perturbadas com o silêncio (talvez por não terem uma companhia), imaginemos quem busca fazer silêncio no trabalho… Onde você pode, até, ser recriminado por isso.

– Como assim você não conversa com seus colegas de trabalho?

Acredito que conversar é uma maneira muito útil, inclusive de aliviar as dores, mesmo no ambiente de trabalho. Mas, há horas em que a enxurrada de informações, aliada às situações vividas naquele dia no trabalho somado a algum sentimento que não esteja lhe claro de onde vem, pode levar alguém a uma introspecção maior. E essa introspecção não é vista como um grande benefício no ambiente de trabalho… Afinal, é preciso comunicar-se com os colegas, não?

Será? É uma lenda acreditar que as pessoas estão sempre dispostas ao diálogo, muito menos quando estão precisando ficar em sua própria companhia. É uma pena, no entanto que, no trabalho, as pessoas meio que “sejam obrigadas” a conversar quando prefeririam o silêncio…

Não há regra, claro, para a “boa administração” do silêncio no trabalho. Mas, confessar a si de que precisa de silêncio e verbalizar esse desejo (desde que não atrapalhe as suas funções) é um bom caminho para ganhar o respeito de seus colegas. Alguns talvez acharão meio boba essa confissão. Mas, e daí? Assista em silêncio a verbalização alheia.

O silêncio não é um crime, ainda que muitas vezes pareça o ser nas corporações. Ele apenas deixou de ser praticado devido à verborragia do século XXI. E isso não é nenhum problema, porque é muito divertido também poder-se comunicar a qualquer hora e a qualquer momento, usando apenas o celular, por exemplo.

Mas, toda vez que precisar, permita-se o silêncio. Permita-se, apenas. E escute o que ele lhe dirá!

2 respostas para “O que diz o silêncio?”

  1. Viki disse:

    You’ve really impessred me with that answer!

  2. el anuncio es impresionante, pero yo es demasiado llamativo? hay que distraer a los conductores cuando van conduciendo?yo creo que puede ser peligroso, cuando uno va al volante lo ultimo que tiene que hacer es mirar carteles publicitariossaludos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *