Na categoria: OCI Clássicos

Clipping

A área de marketing precisa ser inovada.

30.06.2015
OCI
Quando publicamos aqui que “o marketing morreu” (http://observatoriodacomunicacao.org.br/webradio/boletim-oci-radio-mega-brasil-pgm-003/), estávamos vocalizando o que o Meio&Mensagem publica agora – http://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/noticias/2015/06/26/A-area-de-marketing-precisa-ser-inovada.html?utm_campaign=MarketingDead&utm_source=twitter&utm_medium=twitter&utm_term=MarketingDead Bem-vinda era do pós-marketing, das relações públicas plenas, do powerbranding.
mais
Clipping

STF determina que BNDES detalhe ao TCU operações financeiras de R$ 7,5 bilhões com JBS-Friboi.

28.05.2015
OCI
Banco terá que detalhar operações com JBS Friboi. Instituição se recusava a repassar os dados alegando sigilo bancário… Leia a íntegra da matéria de Carolina Brígido, Martha Bexk, Eliane Oliveira e Lucianne Carneiro, publicada ontem, n’O Globo (P. 21) – http://oglobo.globo.com/economia/infraestrutura/stf-determina-que-bndes-detalhe-operacoes-financeiras-ao-tcu-16267709 Na mesma edição, o jornal, em sua página 22, publicou o texto “Transparência maior”, […]
mais
Clipping

ESCÂNDALO! Patrões querem inverter TUDO no mercado da Comunicação. E quem perece é o profissional da área.

27.05.2015
Marcondes Neto
Deu no Meio&Mensagem, em 19/05 último – http://www.meioemensagem.com.br/home/midia/noticias/2015/05/19/Infoglobo-cria-area-de-publicidade-nativa.html. Inverter talvez seja uma palavra branda demais. Subverter fica melhor, pois segundo o Dicionário inFormal, na web, subverter significa: perverter; perturbar; desordenar; corromper; sublevar; conturbar; convulsionar; tumultuar. Há cerca de um mês, o mesmo Meio&Mensagem noticiava que, para Miles Young, da Ogilvy, as agências de propaganda passariam […]
mais
Clipping

Lei de acesso é desrespeitada por órgãos do governo. Exército e área de inteligência da Presidência impedem acesso a documentos liberados para consulta. Lástima!

10.05.2015
Marcondes Neto
O discurso oficial prometia a transparência. Era novembro de 2011, e a presidente Dilma Rousseff garantia que qualquer cidadão poderia consultar documentos públicos ao sancionar a Lei de Acesso à Informação, que entraria em vigor seis meses depois. Em três anos de vigência, a serem completados dia 15, a lei impôs prazos ao sigilo de […]
mais