HOJE é Dia Interamericano de Relações Públicas. Direto da Casa das Relações Públicas no Rio de Janeiro.

Share Button

Comemoro a data postando a imagem feita ontem, na FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso), em frente à Sala 32, batizada em homenagem ao grande professor, pioneiro do Marketing e das Relações Públicas no Brasil; Manoel Maria de Vasconcellos. Lá estive para gravar depoimento de vida e carreira – o que muito me honrou – na TV FACHA. Agradeço especialmente aos professores Maria Helena Carmo e Anderson Ortiz pela lembrança e pelo convite.

Biografia do mestre Manoel Maria de Vasconcellos (1918-1987)

Manoel Maria de Vasconcellos nasceu em Santa Cruz, Rio Grande do Norte, em 25 de maio de 1918.

Veterano da Força Expedicionária Brasileira na 2a Grande Guerra Mundial. Fez a Campanha da Itália como Sargento de Transmissão da 5a Companhia do Regimento Sampaio (1o Regimento de Infantaria), tendo tomado parte nas duas batalhas do Monte Castelo.

Redator de publicidade para imprensa e rádio da agência Standard, onde chegou a chefe do Departamento de Rádio.

Formou-se em Direito pela antiga Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil (hoje UFRJ) em 1943.

Em 1944 casou-se com Elza Baroncelli. Dessa união nasceram seus três filhos: Eleonora, Elizabeth e Elmano.

Diretor-superintendente da Empresa de Propaganda Poyares Ltda. (1945/1946).

Exerceu o jornalismo econômico (MTb número 2.177), tendo dirigido as publicações especializadas Publicidade & Varejo, Vendas & Varejo, Guia Promocional do Lojista e Anuário de Publicidade – todas da Empresa Jornalística PN S/A, de que foi presidente.

O seu empreendimento, Publicidade & Negócios, de 1946 a 1965, veio a constituir-se na porta de entrada dos assuntos do marketing no Brasil. Como diretor-redator-chefe da revista PN e do Anuário de Publicidade promoveu, entre o Rio de Janeiro e São Paulo, 30 mesas-redondas, nas quais coordenou os debates para escolha das melhores campanhas publicitárias de cada ano.

Foi diretor e redator-chefe das seguintes publicações: Anuário do Rádio (1945); Anuário de Publicidade (1945); Anuário Brasileiro de Imprensa (1948); Vendas & Varejo, revista mensal dedicada ao setor lojista (1959); Indústria & Mercados, revista mensal de marketing e pesquisa de mercado (1959); Guia Promocional do Lojista, com anuário, calendário promocional e estudos de marketing ao nível do varejo (1961).

Membro da Delegação Brasileira nas festividades do Dia da Propaganda, em Buenos Aires, em 1946.

Membro da Delegação Brasileira no I Congresso Panamericano de Publicidade, no México, em 1949.

Presidiu a ABP – Associação Brasileira de Propaganda (biênio 1954/1955).

Foi diretor do Centro de Aperfeiçoamento de Pessoal de Empresas (CAPE) de 1964 a 1966, ministrando os cursos de Marketing, Administração, Planejamento, Promoção e Técnica de Vendas em empresas como Vale do Rio Doce e Petrobras.

Criador e editor-responsável da revista Comércio & Mercados, órgão da Confederação Nacional do Comércio, da qual foi assessor de Divulgação e Relações Públicas de 1966 a 1971.

De 1968 a 1971 foi também o editor-responsável da revista Siderurgia, do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS), no qual chefiou a divulgação e as atividades promocionais, tendo organizado o I Congresso Brasileiro de Siderurgia.

Entre 1971 e 1975 foi Superintendente Geral de Marketing do Banco Nacional e das empresas que integraram o grupo. Lançou o Cartão Nacional e contratou o patrocínio que lançou o Jornal Nacional junto à Rede Globo de Televisão.

Em 1972 ministrou o I Curso de Marketing para Bancos e Grupos Financeiros para a FEBRABAN, com a participação de executivos dos mais importantes bancos instalados no Brasil.

Foi assessor de Marketing na JMM Publicidade, agência do Grupo Nacional por 25 anos.

Membro da Associação Brasileira de Imprensa, Associação Brasileira de Relações Públicas, Associação Brasileira de Técnicos de Administração e Associação Brasileira de Marketing.

Iniciou sua carreira de professor universitário em 1956, na PUC do Rio de Janeiro, lecionando a cadeira Publicidade e Propaganda. Chegou a livre docente (1977) atuando nos cursos de Jornalismo (depois Comunicação Social) e Administração (Instituto de Administração e Gerência). Fez parte da Comissão Especial de Publicações e Edições (1971) e foi diretor do Departamento de Comunicação Social de 1976 a 1978. Foi coordenador pioneiro do Curso de Marketing e Comportamento do Consumidor na Coordenação Central de Atividades de Extensão (CCE) e paraninfo do maior número de turmas de Comunicação na PUC-Rio em seu tempo.

Professor adjunto concursado da Escola de Comunicação da UFRJ em 1976 para a disciplina Marketing. Assume em seguida as cadeiras Veiculação I e II e Opinião Pública, chegando a suplente da chefia do Departamento de Processos e Meios da ECO/UFRJ.

Chefiou o Departamento de Publicidade & Propaganda da Faculdade de Comunicação e Turismo Hélio Alonso (FACHA), onde iniciou suas atividades em 1972, regulamentando o jornal-laboratório e dirigindo a agência-laboratório Stagium. Titular das disciplinas Pesquisa de Opinião e Mercadologia.

Participou de bancas examinadoras na Universidade Federal Fluminense (1976) e ministrou o curso Comunicação na Administração na Universidade Católica de Brasília (1977).

Professor dos cursos promovidos pela Associação Brasileira de Marketing (ABM) entre 1977 e 1978.

Coordenador e professor do Curso de Técnica de Propaganda da ABP – Associação Brasileira de Propaganda (1979).

Professor titular das Faculdades Integradas Estácio de Sá a partir de 1986, lecionando a disciplina Comunicação de Massa no Curso de Comunicação Social.

Atuou nos cursos de pós-graduação da Escola Superior de Propaganda e Marketing do Rio de Janeiro (desde 1975), onde coordenou as disciplinas de Mercadologia.

Na Fundação Getúlio Vargas atuou no Instituto de Recursos Humanos e no Instituto Brasileiro de Administração de Empresas (IBRAE), tendo a seu cargo os seminários de Marketing de Serviços, Estratégia de Marketing e Administração e Técnicas de Vendas, realizados no Rio de Janeiro e em outras capitais brasileiras.

Consultor de empresas, ministrou treinamentos nas áreas de marketing e vendas em um grande número de organizações públicas e privadas, dentre elas Geotécnica S/A, Banco do Nordeste do Brasil, Banco Financial, Banco do Estado do Rio de Janeiro, Atlântica-Boavista Seguros, Mogiana S/A, Companhia Riograndense de Comunicações, Banco do Estado do Amazonas, Hering S/A, Esso Brasileira de Petróleo e Empresa Brasileira de Telecomunicações (EMBRATEL).

Professor adjunto da UERJ, onde ingressou em 1979, foi subchefe do Departamento de Comunicação Social do Instituto de Psicologia e Comunicação Social e primeiro diretor da Faculdade de Comunicação Social criada em 2 de junho de 1986. Faleceu no Campus Maracanã da UERJ em 2 de abril de 1987.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *