No mês de março de 2017

Clipping

Sem acordo, Simba tira Record, SBT e RedeTV das operadoras. Por Bárbara Sacchitiello.

30.03.2017
OCI
Deu hoje no Meio&Mensagem, versão digital: Desde os primeiros minutos dessa quinta-feira 30, os milhões de residentes da região metropolitana de São Paulo que assinam pacotes das operadoras Net, ClaroTV, Oi TV e Sky, deixaram de ter o sinal do SBT, RecordTV e RedeTV… LINK – http://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2017/03/30/sem-acordo-simba-tira-record-sbt-e-redetv-das-operadoras.html
mais
Clipping

Jornalismo: O Globo e Extra criam grupos de combate a notícias falsas. Do Comunique-se.

27.03.2017
OCI
O Globo e o jornal Extra acabam de criar grupos para checar e combater disseminação de notícias falsas. Comandados pelos jornalistas Fábio Vasconcellos e Octavio Guedes, respectivamente, os times vão oferecer aos leitores condições para que eles tomem decisões confortáveis baseadas em informações verdadeiras… LINK – http://portal.comunique-se.com.br/o-globo-e-extra-criam-grupos-de-combate-noticias-falsas/
mais
Clipping

O Uber do jornalismo: informação, automação e revolução. Por Higor Gonçalves.

25.03.2017
Marcondes Neto
Deu ontem no Comunique-se: Particularmente, não fiquei apreensivo quando li a notícia sobre o ‘Uber’ do jornalismo. Por um motivo: cedo ou tarde, esta realidade, inevitavelmente, iria se impor… LINK – http://portal.comunique-se.com.br/o-uber-jornalismo-informacao-automacao-e-revolucao/ COMENTÁRIO Clipamos, neste OCI, o artigo original de Pyr Marcondes sobre o que viu no SXSW. Mas no nosso caso, o processo dessa […]
mais
Mono/P. Experimental

As Relações Públicas como função mediadora de relacionamentos entre transgêneros e organizações do segundo setor na cidade de São Paulo. Gilberto da Cruz Leal. FAPCOM.

Este estudo aborda as possíveis estratégias de Relações Públicas na inserção de transgêneros no mercado de trabalho formal no segundo setor na cidade de São Paulo. São apresentadas contextualizações das áreas de RP e do mercado de trabalho, permitindo análise apurada dos processos que permeiam esses dois cenários (RP e Trabalho). Com um estudo prático em uma organização com profissionais transgêneros, o trabalho expõe as estratégias comunicacionais adotadas que permitiram a inclusão. O estudo convida a reflexões sobre a importância da atuação de profissionais que contribuem com a inclusão social – por meio do trabalho – de indivíduos que estejam fora de contextos heteronormativos.
Autor: Gilberto da Cruz Leal

Orientador: Cleusa Kazue Sakamoto

Instituição de Ensino Superior: Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação - FAPCOM
mais
Nota

Brasileiros lançam primeira plataforma gratuita de gerenciamento de Mídia Programática.

22.03.2017
OCI
A empresa Keep.i, primeira plataforma self-service de mídia integrada do Brasil, é lançada e já está disponível gratuitamente para agências de publicidade, empresas e empreendedores. Desenvolvida totalmente no País, a solução integra todos os benefícios da Mídia Programática com uma gestão simplificada de resultados e informações de performances individuais de canais como Facebook, Twitter, Instagram, […]
mais